A esperteza de Reinaldo Sousa

0

Engana-se quem pensa que a aproximação de Reinaldo Sousa de Antonio Carlos tenha qualquer coisa a ver com alguma articulação vinda de qualquer lado. Trata-se na verdade de uma esperteza da raposa política de Passagem Franca.

Senão vejamos: Reinaldo passou quatro anos como aliado politico dos Brandão e aí do nada decide se aproximar de Antonio Carlos. Ele deve ter visto o que nenhum outro aliado viu: o ex-prefeito colinense está em fim de carreira política. Com mais de 70 anos e sem herdeiros políticos, ganhando ou perdendo essa deve ser a última eleição que o médico vai disputar na vida. Com isso, abre-se uma lacuna na oposição, que ficaria à deriva com a saída de seu comandante.

Dono da vaga de vice, mesmo com uma derrota em novembro, o papel de opositor ao grupo liderado pela prefeita Valmira cairia no colo de Reinaldo Sousa. Poderia cair no colo da ex-vice-prefeita Shâmia Madeira, mulher jovem, experiente, inteligente e até bem pouco tempo atrás herdeira política natural do carlismo, não tivesse sido ela excluída da sucessão pelo próprio Antonio Carlos.

Certo é que, Reinaldo Sousa, mesmo não sendo mais nenhum menino, inclusive já deve beirar ali a casa dos 70 ou mais, voltou seus olhinhos lá para o futuro. E mesmo que não caiba a ele o papel de liderar esse quinhão do eleitorado colinense, isso poderia ficar a cargo de seu filho, o médico e ex-vereador Reinaldo Filho.

E nomes como Zé Eider, Joacy, Daniel Passos, Shâmia e outros tantos seriam passados para trás com a esperteza reinaldista.

Muitos lá do carlismo precisam sentar e aprender muito com Reinaldo Sousa.

Inclusive a  própria Shâmia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui