Início Site

NOTA DE ESCLARECIMENTO

0

O Hospital Municipal Nossa Senhora da Consolação e a Prefeitura de Colinas vêm a público esclarecer o que segue:

A paciente R A C B deu entrada no Hospital Municipal Nossa Senhora da Consolação no dia 12 /11/2020 com diagnóstico de complicações vasculares em membros inferiores associada a lesão com fibrina e necrose (pé diabético).

A paciente era idosa, hipertensa e diabética de longa data. Seguiu estável realizando o tratamento do pé diabético, sendo inclusive avaliada pelo cirurgião geral durante internação.

Não apresentava nenhum sintoma da COVID-19, não apresentava queixas de dor, sempre com boa aceitação da dieta, recebendo cuidados da equipe médica e de enfermagem.

No dia 22/11 a paciente apresentou dispnéia leve (falta de ar) por volta das 10h, mantendo saturação maior que 94%, quadro que dispensa o uso de respirador. Mesmo assim, a paciente a partir deste momento recebeu a oxigenioterapia.

Após o resultado do teste para a COVID-19 positivo, a paciente foi encaminhada para o setor de Covid, recebendo todos os cuidados de acordo com o protocolo.

O teste da paciente apresentou IGG positivo, isto quer dizer que provavelmente já estava infectada quando deu entrada no Hospital, visto que os anticorpos IGG para a COVID-19 só se apresentam após, no mínimo, 14 dias depois da infecção.

Apesar de todo o esforço da equipe médica e de enfermagem, a paciente evoluiu rapidamente com rebaixamento de nível de consciência e parada cardiorrespiratória. Foi realizado o protocolo de reanimação porém sem resposta.

Não houve negligência médica, todos os cuidados necessários foram tomados. A paciente recebeu toda assistência necessária.

Os respiradores do Hospital Municipal Nossa Senhora da Consolação estão disponíveis para quaisquer pacientes que deles necessitarem. Neste caso em específico, não foram utilizados em razão do protocolo de RCP (Ressuscitação Cardiopulmonar), iniciado após piora repentina do quadro da paciente em questão e que, infelizmente, não obteve êxito.

A Secretaria Municipal de Saúde de Colinas não tem medido esforços no combate à COVID-19 desde o início da pandemia. Como exemplo disso, dos 2236 casos confirmados, temos 2150 pacientes recuperados.

Reforçamos nosso pesar a toda a família enlutada e nos colocamos à disposição para prestar os demais esclarecimentos que se fizerem necessários.

DE NOVO! Justiça Eleitoral manda suspender pesquisa fraudulenta de Dário Sampaio em Senador La Rocque

0
Prefeito Dário Sampaio e a esposa, mesmo morando em Imperatriz, fazem de tudo pra continuar mandando em Senador La Rocque

O desespero há muito tomou conta do prefeito e candidato à reeleição em Senador La Rocque, Dário Sampaio. Com medo de perder as benesses do cargo de prefeito, o candidato à reeleição recorre a todos os tipos de estratagemas. A principal delas é o uso de pesquisas falsas feitas por institutos pra lá de suspeitos.

Mas a justiça não tem deixado passar em branco os crimes eleitorais praticados por Dário nessa campanha. No dia 26 de outubro uma pesquisa também encomendada pelo prefeito e seu grupo com sérios indícios de fraude foi suspensa pela justiça.

Veja também: Justiça Eleitoral manda Dário Sampaio suspender divulgação de resultado de pesquisa com suspeita de fraude

Na representação formulada pela Coligação “Unidos por Senador La Rocque”, do candidato Bartolomeu, referente ao requisito formal da pesquisa, foi confirmado pelo  magistrado após consultar o plano amostral da pesquisa, o formulário e o demonstrativo de bairros/municípios, que não constam em nenhum dos documentos a assinatura com certificação digital da estatística responsável.

“Com efeito, para que fosse livre de qualquer vício de cálculo a pesquisa impugnada deveria ter apresentado a assinatura com certificação digital da estatística responsável pela pesquisa. Tenho como relevante a falha apontada na representação, em especial pelo fato de uma pesquisa eleitoral possuir notoriamente grande influência sobre o voto dos eleitores, em especial os indecisos”, pontuou o juiz Glender Malheiros Guimarães, da 58ª Zona Eleitoral de João Lisboa.

Ainda segundo o magistrado, a divulgação de uma pesquisa eleitoral eivada de vícios na iminência da realização das eleições municipais de 2020 revela também um prejuízo de difícil reparação para o partido que se sente prejudicado.

Baixe AQUI a íntegra da Decisão do magistrado.

Pesquisa aponta Bartolomeu como o novo prefeito de Senador La Rocque

0

Pesquisa do Instituto ML Ximenes registrada sob o número MA05262/2020 aponta ampla vantagem do Professor Bartolomeu na corrida pela prefeitura de Senador La Rocque.

Pelo levantamento, no quesito estimulado, aquele em que o entrevistador pergunta ao eleitor em quem ele vai votar apontando-lhe os nomes dos candidatos, Bartolomeu lidera a com 51,35% e o candidato à reeleição Dário Sampaio vem em seguida com apenas 42,55%. Aldeão pontuou com 0,59% e indecisos somam 5,40%

Na espontânea, em que a pergunta é feita ao eleitor sem lhe citar nenhum nome, Bartolomeu lidera com 51,37%, Dário vem em seguida com 41,96%, aldeão com 0,59% e não sabem/não quiseram responder 6,08%.

Em tempo: desesperado com a grande rejeição e na iminência de ser despejado da prefeitura, Dário Sampaio começou essa semana uma implacável perseguição aos funcionários que votam no professor Bartolomeu. O prefeito efetuou o pagamento somente dos servidores que lhe apoiam, deixando de lado os demais que optaram pela candidatura do adversário. Ministério Público nele!

Valmira será reeleita prefeita de Colinas no domingo, afirma Escutec

0

 

Pesquisa do Instituto Escutec realizada entre os dias 9 e 11 de novembro, registrada no TSE sob o número MA09603/220, apresenta a prefeita Valmira Miranda com larga vantagem sobre o candidato Antônio Carlos.

Nos votos nominais, Valmira tem 56% e Antônio Carlos 38%. Vinícius tem 2%, nenhum deles 2% e não sabem ou não quiseram responder também 2%.

Nos votos válidos, Valmira tem 59% e Antônio Carlos 39%. Vinícius tem 2%.

O levantamento ouviu 600 pessoas em todo o município, tem margem de confiança de 90% e margem de erro de 3%.

Mesmo com patrimônios vistosos, candidatos a vereador de Colinas receberam auxílio emergencial…

0

Dois candidatos a vereador de Colinas com patrimônio acima dos R$ 300 mil receberam o auxílio emergencial do Governo Federal. São Dione Sucupira, PSC, e Romeu do Povo, PSD.

A informação consta no relatório do Tribunal de Contas da União – TCU, que divulgou na sexta-feira, dia 6, a lista com mais de 10 mil nomes de candidatos que receberam pelo menos uma parcela do benefício até o mês de junho deste ano.

Entre os bens de Dione Sucupira estão 50 hectares de terras localizados entre os bairros da Trizidela e Renascença avaliados em R$ 4 milhões, uma motocicleta de R$ 6 mil e um terreno, também no bairro Trizidela, avaliado em R$ 100 mil.

Já Romeu do Povo, que paga de rico por onde anda, declarou patrimônio de mais de 300 mil. Entre eles estão uma casa residencial no valor de R$ 150 mil e um automóvel de luxo da marca BMW de R$ 160 mil.

Não se sabe se os dois ricos colinenses pretendentes a uma vaga no parlamento municipal receberam apenas uma parcela ou se continuam recebendo até hoje.

Certo é que, enquanto milhares de pessoas de fato necessitadas tentaram e não conseguiram, Romeu e Dione sambaram na cara de todas elas.

Vai ver parte do dinheiro usado por Romeu para distribuir cestas básicas veio justamente do auxílio emergencial que recebeu indevida e criminalmente.

FORTUNA | Incomodados com crescimento de Victor Meirelles, adversários divulgam pesquisa suspeita

0
O volume de campanha de Victor que incomoda os adversários

O candidato a prefeito Sebastião Costa (PTB) e seu irmão Cid Costa, prefeito de Buriti Bravo em fim de mandato, pretendem criar uma espécie de domínio sobre as cidades do médio sertão maranhense. E para isso não estão medindo nenhum esforço.

E qualquer ameaça ao projeto de poder dos irmãos – que tem ainda o ex-prefeito de Passagem Franca, Reinaldo Sousa, como parte do grupo – é logo rechaçada com todos os tipos de manobras e fake news.

Assustados com a campanha do candidato Victor Meirelles (Republicanos), que caiu nas graças do povo de Fortuna, o grupo de Sebastião e Cid Costa começou a espalhar todo tipo de mentiras nas redes sociais e nos blogs da Capital pagos só para esse fim.

A maior de todas as mentiras propagadas pelo grupo, que tem ainda o apoio do prefeito de Fortuna, Arlindo Filho, é quanto uma suposta pesquisa que teria sido realizada no município por um desconhecido Instituto Mérita, que ninguém nunca ouviu falar.

A intenção é bem clara: confundir a cabeça do eleitor fortunense.

A suposta pesquisa do desconhecido Mérita é bem distante da realidade que se ver em todo o município. Além de dar ao candidato governista quase que o dobro das intenções de voto de Victor Meirelles, o instituto teve ainda a cara de pau de informar que o republicano tem a maior rejeição, o que não condiz em absolutamente nada com o que se ver na cidade.

Além de sofrer com o desgaste do prefeito que lhe apoia, pesa também contra Sebastião Costa – e contribui mais ainda pra sua grande rejeição – o fato de que o petebista nem é da cidade.

Mas os números da pesquisa divulgada por Sebastião Costa não são surpresa para ninguém. Dias atrás este blog já lembrava aqui da possível divulgação desse levantamento e que ele colocaria o candidato do prefeito na dianteira com larga vantangem.

Distante, portanto, da verdade que se ver nas ruas de Fortuna.

Econométrica comprova: Domingas Cabral será a próxima prefeita de Mirador…

0
A candidata Domingas Cabral e seu vice Abraaão

Faltando poucos dias para as eleições municipais, pesquisa do Instituto Econométrica divulgada hoje (3) aponta que a candidata Domingas Cabral (Republicanos) será a próxima prefeita da cidade. Ela venceria o prefeito e candidato à reeleição Rony Pereira.

A Econométrica ouviu 402 eleitores entre os dias 23 e 25 de outubro nas zonas urbana e rural do município. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-06832/2020, tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 4,8 pontos.

Espontânea

Quando perguntado sobre em quem votariam, sem lhes ser apresentado o nome de qualquer dos candidatos, 51,2% disseram que votarão em Domingas Cabral, 37,1% em Rony Pereira. Nenhum deles  2,5%, outro 0,2% e N/R 9%.

Estimulada

No quesito estimulado, aquele em que o entrevistador aponta os nomes dos candidatos aos eleitores, Domingas Cabral lidera com 54,2%, Roni Pereira com 38,1%, nenhum deles 2% e não sabem ou não quiseram responder 5,7%.

Rejeição

O prefeito Rony Pereira lidera no quesito rejeição. Quando perguntado em quem NÃO votariam de jeito nenhum, 48,5% disseram que não votariam de jeito nenhum em Roni e 32,1’% disseram que não votariam em Domingas Cabral. Nenhum deles 2,0% e não souberam ou não quiseram responder 17,4%.

Em Mirador, Instituto MBO também é proibido de divulgar resultado de pesquisa

0

O Juiz da 72ª Zona Eleitoral de Mirador, Nelson Luiz Dias Dourado Araújo, assim como o juiz eleitoral de Colinas, também deferiu pedido de liminar da coligação “Compromisso e Lealdade”, que tem Domingas Cabral como candidata a prefeita, e mandou suspender a divulgação do resultado de uma suposta pesquisa que o instituto MBO teria realizado na cidade.

O interessante de todas as pesquisas do tal MBO é que em todas elas o próprio instituto figura como contratado e contratante. Ou seja: ele paga pra ele mesmo uma pesquisa que ele mesmo mandou fazer.

Os mesmos erros que foram encontrados na pesquisa que teria sido realizada em Colinas também foram encontrados em Mirador. Ausência da origem dos recursos pra pesquisa, divergência no número de entrevistados apontado, irregularidades na descrição da metodologia de pesquisa adotada, inexistência de informação quanto ao nível econômico dos entrevistados, ausência de assinatura digital do estatístico responsável, dentre vários outros erros.

“Desta feita, muito embora não seja possível afirmar neste estágio processual que o resultado da pesquisa, em si, tenha sido manipulado ou sofrido qualquer alteração em razão das irregularidades aparentemente presentes, reputo que haja indícios suficientes para a suspensão da divulgação até que ultimado o completo contraditório”, destacou o magistrado.

Caso descumpra a decisão o MBO vai pagar multa de R$ 30 mil.

Baixe AQUI a íntegra da Decisão.

FORTUNA | Victor Meirelles arrasta multidão pelas ruas da cidade; incomodados, adversários recorrem à pesquisa com suspeita de fraude

0

São cada vez maiores os eventos de campanha protagonizados pelo candidato do Republicanos em Fortuna, Victor Meirelles, e seu vice Rodrigo Coelho.

No último sábado, dia 31, aconteceu o maior de todos eles. Uma grande carreata promovida por Victor e Rodrigo percorreu as principais ruas da cidade e terminou com um grande comício que contou com a presença do deputado federal Cleber Verde e diversas lideranças políticas.

“Victor e Rodrigo na prefeitura é a certeza que Fortuna vai finalmente trilhar o caminho do desenvolvimento. E eu como deputado federal, direto de Brasília, vou ajudá-los nessa caminhada buscando convênios e destinando emendas para ajudar na reconstrução da cidade”, disse Cleber Verde.

Incomodados com o crescimento de Victor Meirelles, os adversários usam de todos os tipos de estratagemas para enganar o eleitor, inclusive com a divulgação de pesquisas com índices de fraude.

Uma dessas pesquisas, inclusive, está prevista para ser divulgada amanhã, dia 3, por um desconhecido instituto de nome Mérita, em que ele mesmo figura como contratado e contratante ao mesmo tempo. Pelo visto o tal Mérita foi criado único e exclusivamente com o propósito de fazer só esse levantamento em Fortuna, já que não há registro de sua atuação em qualquer outra cidade do país.

“Nossa pesquisa está nos nossos movimentos, nas nossas caminhadas e carreatas que promovemos na cidade. Estamos confiantes na nossa vitória e confiantes no nosso povo. Não são pesquisas fraudulentas que vão nos intimidar e nos desestimular. Vamos continuar nossa caminhada firmes e cada vez mais forte para fazer da nossa cidade um lugar melhor para todos”, disse Victor Meirelles.

Justiça proíbe instituto MBO de divulgar resultado de pesquisa por não atender os requisitos legais da legislação eleitoral…

0

 

A Justiça Eleitoral deferiu pedido de liminar da Coligação Unidos por Colinas, que tem a prefeita Valmira Miranda como candidata à reeleição, proibindo o instituto MBO de divulgar pesquisa eleitoral sem os requisitos legais para sua divulgação.

O MBO, aliás, já vem se notabilizando há alguns meses por divulgar levantamentos suspeitos em várias cidades. Numa delas, em Presidente Dutra, onde o candidato do Republicanos Raimundinho da Audiolar lidera em todas as pesquisas com mais de 40 pontos de dianteira sobre seu adversário, o MBO  inventou um empate técnico entre Raimundinho e Binê Soares.

Em Mirador foi a mesma coisa. Lá a candidata Domingas Cabral também lidera com larga margem em todas as pesquisas realizadas por outros institutos, mas o MBO, há mais ou menos um mês atrás, também tirou uns números da cartola e jogou o prefeito e candidato à reeleição, Roni Pereira, na liderança com mais de 10 pontos de vantagem.

É como se o instituto fizesse sempre os gostos do freguês, de quem está pagando. Suspeita-se, inclusive, que a empresa nunca fez nenhum dos levantamentos que diz ter feito, já que ninguém nunca presenciou nenhum entrevistador da empresa em qualquer cidade onde faz pesquisas.

Ao deferir o pedido de liminar, o juiz Silvio Alves Nascimento, titular da 29ª zona eleitoral, entendeu que alguns requisitos não foram cumpridos nem pela parte contratante, no caso o próprio instituto, como por exemplo a não declaração da  origem e a procedência do dinheiro usado para pagar o levantamento, bem como irregularidades na descrição da “metodologia de pesquisa adotada”, por trazer texto genérico e sem informações capazes de atestar a sua idoneidade ou rigor científico.

O plano amostral não traz não traz informação quanto ao nível econômico dos entrevistados, nem assinatura digital do estatístico responsável, além da ausência de descrição aprofundada do sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo, dentre outros erros gravíssimos.

“Nesse momento não é possível constatar que o resultado, em si, da pesquisa, tenha sido manipulado ou sofrido qualquer alteração, em razão das irregularidades constadas. Em razão da proximidade do término do processo eleitoral, contudo, não basta a inclusão de esclarecimentos sobre as irregularidades na divulgação dos resultados. Não é crível divulgar pesquisa, com potencial para influenciar eleitores e, assim, alterar resultado do pleito, se não atende a todos os requisitos legais”, anotou o magistrado em sua decisão.

Caso o instituto insista na divulgação do resultado por qualquer meio, o juiz fixou multa de R$ 10.000,00 (Dez mil reais), por dia de descumprimento da decisão.

Baixe AQUI a íntegra da decisão.