Vigilância Sanitária de Colinas emite nota sobre episódio envolvendo supermercado

0

Acerca de um episódio envolvendo um supermercado de Colinas no último dia 7, quando fiscais da Vigilância Sanitária fizeram uma advertência por, segundo os fiscais, a loja está descumprindo as normas do Decreto Municipal que regula o funcionamento de estabelecimentos comerciais do município, o órgão divulgou a seguinte nota abaixo. Eu volto depois da nota.

NOTA

Para melhor esclarecimento sobre o ocorrido no Mix Baratão, nós da vigilância sanitária “advertimos” e solicitamos ao estabelecimento que cumpra o parágrafo 1º do art. 4º do decreto de contigenciamento que determina que os estabelecimentos alimentícios de grande porte não excedam o limite máximo de 30 pessoas! Acusar-nos de perseguição é injusto, pois vale lembrar que a coordenação sempre buscou a cordialidade e o diálogo para tentar fazer-se cumprir o decreto, disponibilizamos dois funcionarios para ajudar no controle além de instalar uma cabine de desinfecção no estabelecimento, justamente por acreditarmos na importância do empreendimento para nossa cidade, haja vista que a maioria de nós também é cliente. Todo cidadão tem o direito de não concordar com o estabelecido no decreto, vivemos em um país democrático,  mas vale ressaltar que NÃO cabe a nós da Vigilância Sanitária debater e muito menos mudar a lei, nossa função é fiscalizar o cumprimento da mesma.

Vigilância Sanitária de Colinas

Voltei: conforme boletim epidemiológico divulgado ontem, dia 8, pela Secretaria de Saúde do Município, o número de casos do Covid-19 em Colinas já passa dos 600, mais precisamente 617. É assustador para uma cidade do tamanho de Colinas.

A nota da VS deixa clara a importância para toda a região de um empreendimento do porte do supermercado citado e de outros de igual natureza na cidade, principalmente no que se refere à quantidade de empregos que geram ou mesmo dos tributos que pagam ao município.  Mas entende-se também que cumprir todas as normas estabelecidas nos decretos estadual e municipal e no que orienta a OMS é mais importante do que qualquer coisa.

Como podemos notar nos boletins diários, estamos longe ainda do tal pico do vírus e são milhares de pessoas infectadas diariamente no país e todo os dia mais de mil pessoas perdem a vida por conta do Covid-19.

Infelizmente em Colinas a coisa não é diferente. Mesmo com todo o trabalho da Secretaria Municipal de Saúde e dos profissionais que atuam na linha de frente do combate à pandemia, muita gente não se atentou ainda para a gravidade da situação e deixa de seguir à risca todas as orientações. E não só as pessoas, mas os próprios estabelecimentos comerciais também que, por uma necessidade até justa e compreensiva, na maioria das vezes não entendem a necessidade de se fazer algumas restrições quanto ao seu funcionamento.

Cumprir o que manda a lei, seguir as recomendações e orientações da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária quanto às restrições no comércio, em locais públicos, etc, não é difícil. Empregos, tributos, renda, etc, tudo isso é importante sim.

Mas a vida, bem maior de todos, é muito mais importante do que qualquer coisa e deve sim ser preservada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui